Prima aqui para ver este site na língua Portuguesa. Português

O Corredor de Crescimento Agrícola da Beira impulsiona inovações e fornece resultados

Wed
13
Feb
2013

O Crescimento Agrícola do Corredor da Beira (BAGC) é uma parceria entre o Governo de Moçambique, investidores privados, organizações de agricultores e as agências internacionais. Foi lançado em 2010 e tem como objectivo promover o aumento dos investimentos na agricultura comercial e do agronegócio dentro do Corredor da Beira (Tete, Sofala e Manica).

Os resultados alcançados até agora incluem:

Por ocasião da visita da Sua Excia o Vice Primeiro-Ministro do Reino Unido à Moçambique o BAGC organizou uma exposição sobre os projectos que são financiados pelo DIFD e outros programas que tem ligações com organizações britânicas. O evento teve lugar no dia 13 de Fevereiro de 2013 no recinto do IIAM das 13 as 17 horas.

Este evento contou com a participação de várias PMEs moçambicanas, financiados pelo Fundo catalítico do BAGC, que estão a operar ao longo do corredor da Beira e colocaram em exposição os seus produtos, nomeadamente.

Nesta ocosião o BAGC teve a ocasiaão de anunciar três novas iniciativas que vão ligar os agricultores moçambicanos aos mercados rentáveis.

Primeiro, em parceria com o Rio Tinto Coal Moçambique (RTCM) a iniciativa BAGC vai apoiar os agricultores moçambicanos para aumentar a produção de alimentos para responder a procura pelas comunidades mineiras de Tete. Celebrações de contratos vão assegurar que novas empresas de catering possam comprar os produtos de horticultura e pecuária produzidos localmente, substituindo as importações de produtos da África do sul.

Em segundo lugar, Cervejas de Moçambique (CDM) fará parceria por mais três anos com a empresa Empresa de Comercialização Agrícola (ECA) dos pequenos agricultores, uma empresa social financiado pelo Fundo catalítico do BAGC e bancos comerciais locais. CDM vai comprar o milho para uso na sua cerveja Chibukku e bebidas não-alcoólicas. O contrato vale cerca de US$ 4,5 milhões, a maioria dos quais será pago a mais de 5.000 pequenos agricultores moçambicanos

Em terceiro lugar, Tropigalia, maior distribuidora de produtos alimentares de Moçambique, fará parceria com a Empresa de Mel de Moçambique para vender mel de alta qualidade com sua marca Gourmet, potencialmente beneficiando mais de 5.000 apicultores nas províncias de Manica e Sofala

O BAGC acredita que ofinanciamento catalítico é a solução  para o crecimento da agricutura comercial e agro negocios. O Fundo Catalítico da BAGC proporciona uma combinação de capital de baixo custo e "hands on" apoio técnico para ajudar as PME a crescer, até o ponto onde eles podem mudar para acessar a dívida comercial e equidade.  Outro elemento importante é a necessidade de parcerias eficazes entre o governo, doadores e sector privado para resolver os problemas de acesso aos serviços agrícolas e infra-estruturas.

Share this | Back

Home | About the Beira Corridor | Membership | Catalytic Fund | Smallholder Facility | Resource Centre | Contact

Launched at the World Economic Forum at Davos, the Beira Agricultural Growth Corridor (BAGC) is a partnership between governments, private investors, donor agencies and regional organisations which aims to boost agricultural productivity in Mozambique and the wider region. The Beira Corridor has offices and Maputo and can be contacted through this website.

© 2012 Beira Agricultural Growth Corridor | All rights reserved.